Pintura epóxi

É bem provável que você conheça a pintural epóxi, mas não saiba que este é o seu nome. O material é frequentemente utilizado para o piso de estacionamentos e hospitais, por exemplo.

A pintura epóxi nada mais é do que uma tinta produzida à base de uma resina plástica impermeável. É ela que dá brilho e uma superfície aparentemente plástica ao pavimento. Além disso, o produto é antiderrapante, e é sempre lembrado pelo barulho alto que os sapatos podem fazer em uma interrupção repentina do movimento.

Outros espaços em que a tinta epóxi costuma ser aplicada são quadras esportivas, salas cirúrgicas, hangares, galpões para estoque, pisos para comércios e laboratórios. Locais que necessitam de um piso resistente, fácil de manter e que suporte grande tráfego, seja ele de pessoas, seja de pesadas máquinas ou veículos.

O interior de casas e apartamentos pode igualmente se beneficiar do visual do produto. Especialmente quando a cor utilizada é bastante forte: o espaço ganha um visual atraente e moderno, muitas vezes urbano e jovem.

Mais do que ser aplicada no pavimento, a pintura epóxi também é muito utilizada nas paredes. Ela pode cobrir, por exemplo, paredes de concreto ou de azulejo. Assim, o aspecto plástico e brilhante do material passa a fazer parte também da decoração das divisórias da edificação.

Opções de tinta epóxi

Com tantas possibilidades de aplicação, é interessante poder dizer que esse o produto ainda oferece enorme variedade de cores. As tintas mais básicas são das cores cinza e branca, mas no mercado também é possível encontrar pinturas em azul, amarelo, verde, vermelho, alaranjado e diversos outros tons. Assim, além da pintura é possível realizar, até mesmo, a demarcação do piso – como do espaço destinado a cada carro no estacionamento.

Nas quadras poliesportivas, essa diversividade de cores é igualmente interessante. Com diferentes tonalidades, é possível marcar mais facilmente cada área do campo – como a grande área do gol – e facilitar a prática dos atletas. Afinal, em vez de se guiarem apenas pelas linhas de marcação, eles poderão perceber os espaços em que estão por meio das cores variadas de tinta.

Independentemente do modo de pintura escolhido, a tinta epóxi resulta em um ambiente atraente e brilhante. Sua capacidade refletora, aliás, permite a diminuição do gasto com energia elétrica, uma vez que as lâmpadas se refletem no solo e criam uma maior amplitude de alcance da iluminação.

Aplicação de pintura epóxi

Assim como tintas comuns, a pintura epóxi é aplicada no chão por meio de um rolo de pintura ou pincel, ou com pistola para aplicação da tinta.

Apesar de parecer fácil, contudo, é fundamental que essa aplicação do produto seja feita por um profissional, seja para a pintura do solo, seja da parede. Isso porque, se a tinta for mal aplicada pode sofrer a formação de bolhas. Outro problema comum é o deslocamento da camada de tinta, que acaba por gerar um péssimo acabamento da superfície.

Isso significa que, ao se decidir pela pintura epóxi, você deve procurar um profissional e/ou empresa especializada no assunto para executar o trabalho. Mais do que isso: você pode também conversar com estes especialistas e verificar se a tinta é a melhor alternativa do mercado ao seu objetivo. Por vezes, conhecer outras opções de piso pode ser a chave para descobrir aquele que atende a todos os requisitos do ambiente.

Ademais, em alguns casos é possível que até mesmo o revestimento epóxi – semelhante, mas não igual à pintura – seja mais interessante. Continue acompanhando o texto: logo mais apresentaremos o revestimento!

Geralmente, o rendimento de uma lata de tinta epóxi pode chegar 50 m² em superfícies planas. Porém, é importante verificar essa previsão na embalagem do produto, pois ela varia de acordo com o fabricante. Quando a superfície é porosa, a tinta também costuma render pouco menos, já que as irregularidades do piso acabam por absorver parte do líquido. Veja o passo a passo da execução da pintura epóxi:

Nivelamento da superfície

Para a aplicação da tinta, no pavimento ou na parede, é fundamental que a superfície seja bem limpa. O ideal, porém, é utilizar apenas água e sabão neutro, pois os produtos não deixam resíduos que possam atrapalhar a adesão da pintura.

A segunda etapa de preparação do piso consiste no tratamento das fissuras do pavimento. Ou seja, no preenchimento das trincas, juntas e fissuras que aparecem no espaço, para que a tinta não adentre-as e crie marcas na superfície. Nesse caso, pode ser utilizada massa própria para a manutenção, silicone, concreto ou outro produto que o responsável pela obra achar mais indicado. O nivelamento do solo vai garantir um resultado bem mais atraente no pós-tingimento.

Preparação do solo

No passo seguinte, é necessário aplicar na superfície o chamado Primer. O Primer funciona como uma base à pintura, e tem como objetivo também nivelar o piso. Para finalizar essa preparação, é preciso fazer o polimento do piso, pois isso vai eliminar irregularidades ainda presentes sobre ele. Ao mesmo tempo, o polimento vai impedir que a tinta epóxi se solte ao longo do tempo.

Aplicação da epóxi

Como já citado, a pintura do pavimento pode ser feita com o uso de rolos ou pinceis, como para uma tinta comum. De qualquer forma, o material costuma ter cheiro intenso, e por isso é interessante manter certa distância entre o chão e o nariz. Ou seja, quanto maior o cabo do rolo para tinta, melhor.

Assim que a tinta secar, o que acontece em alguns dias, o consumidor pode optar pelo acabamento que desejar da superfície. O mais comum e característico do material é o brilhante. No entanto, também existem as possibilidades de acabamento fosco e acetinado.

Vantagens do produto

Sem dúvida, uma das principais vantagens do uso da tinta epóxi é a resistência que o material possui. Esse tipo de tinta tem grande capacidade contra impactos físicos e à abrasão. Isso significa que ela não vai descascar ou apresentar fissuras, mesmo que o tráfego de pessoas ou máquinas seja intenso no ambiente. É por isso que, muitas vezes, o produto é utilizado em estacionamentos e indústrias.

Ao mesmo tempo, esse tipo de material possui enorme durabilidade. Leva anos até que a pintura descolora, e a limpeza e manutenção frequente da superfície consegue facilmente manter seu brilho e resistência em dia. Além disso, quando o material começa a apresentar desgaste, é possível aplicar nova camada de tinta sobre a que já existe, e assim renovar o pavimento.

Pisos tingidos com a epóxi ainda são antiderrapantes. Isso mesmo quando a superfície está molhada ou oleosa. A vantagem é interessante em diversos aspectos, mas se destaca especialmente por sua capacidade de prevenir acidentes. Em vez de escorregar e cair, o indivíduo que passar pelo espaço poderá continuar seu caminho normalmente, sem riscos de acidentes. Quando o local conta com o tráfego de crianças e idosos, essa característica é ainda mais interessante, já que esse público tende a sofrer mais escorregões e quedas. Dessa forma, o material se faz ainda mais interessante para dentro de casa, e também para rampas, escadas e plataformas.

Ainda podemos dizer que a pintura epóxi é resistente ao fogo. A maior parte dos fabricantes inclui essa resistência em seu produto, e é interessante verificar a informação na embalagem antes de adquiri-lo. Essa característica garante que a tinta é capaz de suportar até 200 graus Celsius. Por esse motivo, ela retarda o espalhamento das chamas em caso de incêndio. Logo, um ambiente com o material aplicado, no solo ou nas paredes, se torna mais seguro contra o calor.

Finalmente, a tinta epóxi proporciona incrível vedação da superfície em que é aplicada. Por isso, o pavimento acaba por se tornar resistente também à água e a produtos químicos.

Pintura epóxi X revestimento epóxi

Confundir a pintura epóxi e o revestimento epóxi é algo fácil. Afinal de contas, eles têm resultados visuais muito semelhantes, são ambos produzidos da mesma resina plástica e, pior, têm nomes quase idênticos. Contudo, é fundamental escolher o produto certo no momento de aplicação no piso. Além de definir quanta resistência a superfície terá, isso irá garantir que todos os objetivos do consumidor serão alcançados pelo material.

Como já citado, a tinta epóxi é um material de fácil aplicação, executada com o auxílio de um pincel ou rolo de pintura comum. Seu visual geralmente é brilhante e limpo, e seu tempo de cura (de secagem) é rápido. A pintura é capaz de suportar tráfego intenso de pessoas e máquinas, e até variações de temperaturas.

Já o revestimento epóxi é um plástico termofixo, ou seja, que endurece a partir do uso de um agente catalisador. Isso significa que o produto é adquirido em uma consistência líquida, e precisa receber o complemento de um produto que vai acelerar as suas reações químicas. Com essas reações, o revestimento seca mais facilmente e gera o piso resistente que ambientes como a indústria necessitam.

O tempo de secagem do material é mais longo do que o da tinta. Além disso, o produto é aplicado com uma espécie de rodo, que espalha o revestimento sobre a superfície. Assim, o material poderá secar e gerar uma nova camada de piso nivelado no solo. Assim como a pintura, o material é muito resistente, impermeável e de fácil manutenção.

Diferenças entre piso e revestimento

Para diferenciar piso e revestimento epóxi, é preciso considerar três tópicos: a superfície de aplicação, a composição e a espessura do material.

Comecemos pela aplicação dos produtos: como já explicamos, a tinta epóxi pode ser aplicada tanto no chão, quanto nas paredes de uma edificação. Em ambos os casos, ela tem ótimos resultados, principalmente quando seu acabamento é feito com a característica brilhante mais marcante do produto. Em casas e apartamentos, a tinta cria um ambiente jovem e descolado. Por outro lado, o revestimento epóxi só pode ser aplicado no solo.

Em segundo lugar, há a diferenciação entre a composição dos itens: o revestimento precisa de um agente catalisador para transformar sua forma líquido em sólida.

Em relação à espessura, a tinta à base de resina não costuma ultrapassar os 0,3 mm, uma vez que é um líquido que é aplicado normalmente com até três demãos. A pintura não é capaz de nivelar e cobrir fissuras sozinha, e por isso é necessária a etapa de preparação da superfície explicada anteriormente. Apenas com a aplicação de produtos para nivelamento, e com o polimento do piso, é possível obter um pavimento liso.

Em contrapartida, o revestimento epóxi pode chegar a até 5 mm de espessura. Sozinho, então, o elemento consegue cobrir qualquer tipo de fissura e buraco, e pode nivelar a superfície. De qualquer forma, porém, é importante que o piso receba certo tratamento antes da aplicação, para que a quantidade de epóxi utilizado na obra não seja exagerado.

Que material escolher?

Na hora da escolha entre pintura e revestimento, é importante que o consumidor conte com o auxílio de um especialista em pisos. Com informações mais detalhadas, o profissional poderá indicar o material mais vantajoso ao ambiente e objetivo da obra.

De qualquer forma, é interessante considerar, principalmente, o desejo de aumentar ou não a espessura do piso. Quando o ambiente tem grande tráfego e o consumidor deseja ampla resistência, mesmo à queda de pesados objetos, é provável que o revestimento seja mais interessante. Não porque a tinta não resistiria às condições, mas porque, para que resista, a tinta precisa ser aplicada em um piso consideravelmente resistente, como o cimento queimado. Enquanto isso, o revestimento consegue oferecer sozinho a capacidade de defesa contra desgastes.

É interessante ainda considerar o tempo da obra. Uma tinta epóxi demora mais ou menos 2 dias para secar completamente, enquanto o revestimento pode demandar até 7 dias. Ou seja, se a obra for emergencial, o uso da resina que requer catalisador pode ser um incômodo.

Ademais, é interessante avaliar o quanto você está disposto a gastar. De modo geral, o revestimento epóxi é mais caro, tanto em relação à compra do produto, quanto em relação à sua aplicação (mão de obra). Logo, se o orçamento de sua construção ou reforma é baixo, provavelmente será mais vantajoso optar pela pintura epóxi.

Leave A Reply

Your email address will not be published.