Piso bloquete SP

Assim como em qualquer cidade do país, o piso de bloquete SP é uma ótima alternativa para ambientes externos. Isso porque, o material possui características antiderrapantes, evitando acidentes causados por uma superfície molhada.

Um piso bloquete é um pavimento intertravado. Ele é feito por meio do posicionamento de várias peças (blocos) no solo, sem nenhum tipo de material colante, como o cimento. O que liga essas peças e mantêm-nas juntas é o atrito que uma provoca sobre a outra. Ou seja, juntas, elas se “intertravam” – daí o nome da alternativa.

Como é bastante resistente, o piso bloquete é indicado para espaços em que haverá grande tráfego de pessoas e/ou veículos. Por isso a opção é tão comum em calçadas e praças, e também em pátios de estacionamento e até na pavimentação das ruas.

Como o pavimento é instalado?

Para a instalação deste tipo de superfície, é necessário que os trabalhadores responsáveis sigam as recomendações da Norma Técnica NBR 15.953:2011 – Pavimento intertravado com peças de concreto — Execução, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). É essa regra que define as medidas de segurança e de qualidade para a execução deste piso.

De qualquer modo, a instalação dos bloquetes é um processo bastante simples. Primeiro, é necessário preparar o solo, nivelando-o e compactando-o. Em seguida, é importante espalhar pelo chão uma camada de areia, com altura entre 4 cm e 8 cm. Essa camada irá facilitar o assentamento das peças, e pode ser feita com areia comum, areia de dreno, ou ainda com pó de pedras.

Também é preciso fazer o alinhamento do pavimento. Geralmente, ele é feito de forma paralela à rua. Contudo, o alinhamento também pode ser feito de forma que as peças fiquem em posição perpendicular (de 90°) em relação ao meio-fio. Logo depois, é preciso posicionar os blocos de modo bastante próximo, para que eles se atritem e mantenham-se unidos.

O passo seguinte consiste no salgamento do piso, ou seja, no espalhar da areia pela superfície. Essa areia adentra as pequenas juntas entre os bloquetes, e assim aumenta sua capacidade de travamento. Por fim, é necessário fazer a limpeza do espaço, algo que pode acontecer tanto com a varrição, quanto com a ajuda da água.

Vantagens do piso bloquete SP

O aspecto visual deste tipo de pavimento é igualmente interessante. Isso porque, existem vários formatos e tamanhos de bloquetes disponíveis no mercado, e cada um deles pode criar uma bela decoração do solo.

Aliás, existem também diferentes cores de blocos, dando um pouco mais de “vida” ao solo. É possível encontrar, além das clássicas peças cinzas, blocos azuis, vermelhos e amarelos. Nenhuma das cores desbota com facilidade, e a beleza do piso é facilmente mantida.

Outra vantagem deste piso é que ele pode ser facilmente consertado, pois suas peças não estão fixas por um agente colante. Ou seja, caso uma das pedras do piso trinque ou sofra alguma outra avaria, é possível retirá-la e substituí-la. Sem a necessidade de uma grande obra, sem o trabalho de retirar grande parte do pavimento para o reparo.

Ao mesmo tempo, o piso bloquete SP permite a passagem da água para o solo. Afinal, as pequenas fissuras existentes entre uma peça e outra permitem essa permeabilidade. Mais do que evitar o acúmulo de líquido sobre a superfície, o que poderia causar, inclusive, enchentes, essa característica permeável do solo evita acidentes. Afinal, o acúmulo de água favorece o desenvolvimento do lodo, o que, por sua vez, facilita escorregões e acidentes dos indivíduos.

Ademais, este tipo de pavimento é uma ótima alternativa para quem deseja obter conforto térmico no ambiente. Isso uma vez que o piso não absorve muito calor, evitando assim que a superfície se torne muito quente. Como também reflete a luz solar, em cerca de 30%, o material pode auxiliar na economia com a iluminação do espaço.

Tipos de bloquetes

Como citado, são diversos os tamanhos e formas de blocos de piso intertravado disponível no mercado. Para a escolha entre um e outro, é interessante considerar especialmente o aspecto visual desejado, uma vez que cada forma garante um aspecto final bem particular da superfície.

Além disso, quando mais faces um bloquete tiver, melhor será sua fixação. Assim, para ambientes de tráfego extremamente intenso, o mais indicado é contar com peças cheias de lados, como o bloco de 16 de faces. Acompanhe os formatos de blocos intertravados:

Bloco 16 faces

Também chamado de bloco onda, este tipo de peça é uma das mais comuns, pois suas 16 faces promovem grande capacidade de intertravamento. Por essa caraterística, aliás, ele é indicado tanto para calçadas, quanto para locais com o tráfego de veículos.

Bloco retangular

Já o bloco holandês costuma criar um aspecto mais “organizado” do piso. Isso porque, sua instalação é feita com as peças posicionadas de modo vertical e horizontal, reforçando o aspecto de quebra-cabeça que o material possui. Ele é indicado especialmente para calçadas e, se utilizadas várias cores de peças, seu acabamento se torna ainda mais atraente.

Bloco sextavado

Um bloco hexagonal também possui esse enorme potencial decorativo. É comum que ele cubra a superfície de calçadas e passeios públicos. Ele não é o ideal, contudo, para locais onde há o trânsito de carros.

Blocos grama

Chamado também de pisograma, essa opção consiste em um bloco de concreto com furos nos quais a grama irá se desenvolver. Seu nível de permeabilidade é imenso, já que as plantas crescem ali. Contudo, é importante ter tempo para cuidar do passeio, pois a grama tende a crescer rapidamente, precisando ser podada de tempos em tempos.

Blocos raquete

Essa opção de pavimento une bloquetes com 8 lados e bloquetes quadrados em uma mesma peça. Ou seja, há um bloco octagonal, e um de seus lados tem grudado um quadrado. O resultado do “desenho” é semelhante ao de várias raquetes de tênis.

Bloco placa

Quem utiliza um bloco placa recebe um nível de travamento pequeno, mas um visual bastante interessante. A peça nada mais é do que um bloquete em formato quadrado.

Bloco de 3 pontas

Quando há a união de 3 pequenos hexágonos, o consumidor obtém o bloco de 3 pontas, que conta com 12 faces. Eles são ideais para calçadas e áreas externas, pois possuem alto nível de intertravamento.

Bloco ossinho

Finalmente, o bloco ossinho é um piso bloquete SP que lembra o formato de um osso, como aqueles que os cachorros roem em desenhos animados. As peças são muito utilizadas em calçadas externas e em estacionamentos.

Leave A Reply

Your email address will not be published.